Eu li esse livro quando tinha 11 anos de idade, e eu posso dizer que ele foi um dois melhores livros que eu li na minha vida, por se um livro diferente, e trazer uma mensagem muito positiva. A autora consegue cativar o leitor do inicio ao fim, conseguimos vivenciar a historia, é um livro bem leve e realmente não tenho o que reclamar dele.


Bom o livro fala sobre Pollyanna uma  garotinha de apenas 11 anos, que perde os pais e fica órfã; contudo terá que viver com sua Tia Polly (Irma da sua mãe ) em beldingsville. Miss Polly uma mulher riquíssima que mora sozinha na sua imensa casa, não contente  aceita que Pollyanna  more com ela, já que todos os seus parentes já estão mortos.

Então Miss Polly recebe Pollyanna, segundo o livro uma menina loira com sardas em seu rosto que fala bastante. Miss Polly não da muita fez para  a criança e põe ela para dormir no sótão da casa, um lugar bem quente, porem  Pollyanna não fica chateada nem nada, muito pelo contrario ela vê aquilo com um olhar positivo.

A menina conquista todos ao seu redor com o seu jeito de ser, também aplica o jogo do contente que consiste em encontrar um motivo para ficar feliz mesmo em situações difíceis, e com isso ela vai conquistando cada vez mais pessoas sem mesmo perceber.Sua tia foi a ultima a jogar, mas com ela não foi  diferente, depois de jogar  ela se torna uma pessoa muito melhor, conseguindo encontrar alegria novamente ( trata a menina melhor também )

Gente não tem como dizer que este livro é ruim, quem dizer que atire a primeira pedra.Foi o livro que me fez querer ler cada vez mais. Esse  livro  eu indico para qualquer pessoa, pois ele traz  uma lição muito boa  para nossas vidas.

"Em tudo há sempre uma coisa capaz de deixar a gente alegre; a questão é descobri-la"



Um Comentário

  1. Li esse livro na minha adolescência e a partir daí procuro jogar o jogo do contente! Excelente leitura!
    Guilherme Braga

    ResponderExcluir